Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Enquete

O povo nas ruas, pressões de todos os lados. Você acredita que nosso país, apesar de tudo, pode trilhar o caminho correto?



Ver todos os resultados

Em Exercício Profissional (veja mais 125 artigos nesta área)

por Engº Civil Marcio de Almeida Pernambuco

As previsões de Nostradamus, e a vergonha da Copa de 2014?



O Sinaenco, sindicato que congrega no Brasil as empresas de arquitetura e engenharia brasileiras, tem como lema “Antes de uma boa obra existe sempre um bom projeto”. Pensando nisto realizou uma campanha pelo planejamento da Copa 2014, e entre 2008 e 2009 promoveu uma caravana para todas as cidades-sedes, onde procurou conscientizar as autoridades sobre o real significado do Mundial e as oportunidades que abriria, identificando os principais desafios que cada cidade teria para sediar a Copa 2014.

Depois em maio de 2009 lançou um caderno denominado “VITRINE OU VIDRAÇA - Desafios do Brasil para a Copa de 2014” que pode ser encontrado no site http://www.sinaenco.com.br/downloads/Relat%C3%B3rio%20Desafios%20oficial.pdf... Uma verdadeira previsão de Nostradamus. Ou seja, tudo vai acontecer assim...


Este documento além de elencar uma série de exemplos de sucesso internacional, enfatizava na época que o que pode fazer a verdadeira diferença entre obras boas e acabadas e os verdadeiros “elefantes brancos“, interrompidos pela incompetência política é o planejamento, a falta de projeto e comprometimento.

Do wikipédia ... - Planejamento é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, estruturando o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que o planejamento se destina. Sendo, portanto, o lado racional da ação. Tratando-se de um processo de deliberação abstrato e explícito que escolhe e organiza ações, antecipando os resultados esperados.

Agora para se ter resultados esperados é necessário ter um bom projeto e imperativo respeitar o tempo para a sua elaboração, enfim respeitar a engenharia. Desde 2007, o Sinaenco luta para que o planejamento da Copa fosse completado em 2008, com a conclusão dos projetos básicos e executivos em 2009, e a execução das obras iniciadas, no mais tardar, com diz o relatório, no início de 2010.


A falta da cultura do planejamento no Brasil é algo grotesco e que não evolui. Como os políticos estão acostumados a tirar as cartas das mangas e trabalhar de afogadilho, por que assim é mais fácil manipular os fatores e compromissar os agentes

Nós engenheiros não somos ouvidos, falamos as pilastras por que os pilantras não nos escutam... A engenharia prevê o futuro, só não tem a força que deveríamos ter para que estas previsões cheguem de fato a virar o jogo.

Sobressai o jogo de interesses, que sempre acompanha as obras e serviços de engenharia, onde a corrupção sempre anda solta, e agora terá até um novo nome... Regime Diferenciado de Contratação Pública sigla RDC.. mas, que simplesmente poderia ser traduzido como ... Roubo Da Copa... ou Retrato da Corrupção.

O Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) é uma afronta à transparência, a lógica, um marco da incoerência e vai totalmente de contra ao interesse público. As alterações nas regras de licitações promovidas pelo RDC facilitam a corrupção, por que retira da Lei 8666 um dispositivo que daria a transparência do processo licitatório e não permite que a sociedade controle as ações.

Dentre as mudanças que afrontam a lei de licitações existente, temos a contratação integrada, na qual a mesma empresa é responsável pelo projeto e pela execução da obra, a Contratação integral (turn key) com Projeto Básico e Projeto Executivo sob-responsabilidade da contratada e a remuneração variável para a contratação de serviços, que permite pagamentos adicionais ao valor inicial. Fora o fato que o processo conterá apenas um anteprojeto de engenharia e o orçamento será interno e sigiloso, chegando a punir o funcionário publico que fornecer informações à respeito.

Por esse modelo, a contratação será feita de modo que a empresa vencedora executará a obra, sem que a licitação esteja embasada em um projeto básico previamente formulado. Ora se na contratação de obra pública, o projeto básico deve ser realizado de forma bastante rigorosa, de maneira a atender todas as condições econômicas e de concepção para que todos os licitantes consigam efetuar suas propostas em condições de igualdade e sem qualquer tipo de dúvida, como não embasar um projeto?

Sem que haja um projeto básico aprovado e o projeto executivo disponível para consulta, fica fácil promover o superfaturamento da obra, por que não temos o menor detalhamento do que se pretende.

A licitação é a etapa onde são definidos os condicionantes gerais para que aqueles interesses conflitantes sejam harmonizados da melhor forma, de modo a se obter a proposta mais vantajosa, considerando os interesses da sociedade e a justa remuneração do prestador dos serviços. Os valores estimados para a contratação que obrigatoriamente são detalhados em planilhas e disponíveis para acesso de qualquer cidadão, agora sofrerão do nebuloso sigilo.

Falando em sigilo, é interessante comparar que quando um cidadão comum, (um caseiro de um sítio, por exemplo), recebe um montante e “autoridades”, quebram ilegalmente o sigilo bancário deste, a Justiça acaba permitindo e perdoando. Agora, quando a Sociedade quer quebrar o sigilo de preços de uma licitação que lida com milhões, em prol da transparência tão necessária, isto não pode? Será que os responsáveis não são os mesmos???

Será que o sigilo é mais importante que o interesse público???

Manter sigilo sobre o orçamento da obra elaborado pela Administração é o necessário esquema de troca de raposas contribuindo para o desenvolvimento do galinheiro. Até o Sarney sabia disto antes de mudar de opinião...

Bem, todo este tempo para projetar, planejar, debater, licitar e ainda polemizar... é bem capaz que viremos a assistir a Copa pela Tv, afinal, não temos capacidade para nos organizar nem a vontade de cumprir metas e ficamos olhando a banda passar esperando de tudo na lentidão da incompetência, por que o resultado final todos nós sabemos... Afinal, recordar é viver...

Os Jogos Pan-Americanos, em 2007, tinham um custo estimado para investimento em obras de mais de 400 milhões e foi superado em quase 1000%. E o pior é que muitas obras não foram acabadas e outras que não serão reaproveitadas para a Copa de 2014, serão demolidas. Ah, povo brasileiro que supera todas as expectativas da tranquilidade e esperança.

Por fim a FIFA, já considera excluir Natal da Copa, a continuar o marasmo, depois de Natal a FIFA vai excluir o ano novo, o carnaval, fora a aleluia irmãos... mas tudo é festa...


Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.


Comentários

Mais artigos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

2.012 – Importante ano para as Entidades de Classe do Sistema Confea/CREAs

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

As previsões de Nostradamus, e a vergonha da Copa de 2014?

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

Conselho de Arquitetura e Urbanismo foi aprovado. O que muda?

Curso de Marketing e Vendas para arquitetos

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Em dois meses, construção civil cria quase 102 mil novos empregos

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil preparado para crescer...Será???

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

Governo planeja construir nova rodovia Rio-Santos

Construção civil, após a crise, deve bater recorde de geração de empregos.

O acidente no Rodoanel e as boas práticas da engenharia

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! Final.

Obras públicas e a responsabilidade do sistema CONFEA/CREAS perante a nação! - 1ª parte.

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

O IBDA também está no TWITTER

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

Os US$ 5 trilhões do G20 solucionarão a crise?

Crise. Segundo Einstein.

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Lei de licitações e a polemica dos critérios de menor preço

Varejo de material de construcão deverá crescer 8,5 % em 2009 no Brasil.

Oferta de trabalho para 5.563 arquitetos e engenheiros

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Lei de Licitações : O país precisa rever a Lei Nº 8666/93

Licitação por pregão : Carta aberta ao Senador Eduardo Suplicy

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

Proposta de Política Industrial para a Construção Civil

Crises e Oportunidades

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica – parte 1

Segurança em trabalhos com eletricidade

Como ter segurança em trabalhos com eletricidade

Em busca do tempo perdido

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

É preciso recompor a arquitetura e a engenharia brasileiras

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Infiltração e drenagem - os temas da Maccaferri no Fórum da Construção

Engenharia de Avaliações

Oportunidades para o setor da construção no Golfo Arábico

CPMF

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Espanhol cresce como ferramenta de trabalho!

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)