Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Exercício Profissional (veja mais 126 artigos nesta área)

por Eng. Manoel Henrique Campos Botelho

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida



Sempre que encontrei a medida " grado " para medir ângulos pensei: para que serve e qual sua origem? A não ser uma obediência a um ortodoxia métrico decimal explicaria seu uso, pois, como sabemos, o grado é a centésima parte de um ângulo reto(90 graus).
Eis que um dia numa festinha de aniversário o colega Mauro falou-me que no CPOR - Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de S.Paulo ( ele cursou o CPOR nos anos 30 ) o uso da medida grado era obrigatório nas peças de artilharia ou seja no ajuste de mira de canhões. Achei estranha a obrigatoriedade, pois havendo uma relação direta e biunívoca entre grau e grado pois 90 graus dá 100 grados por que usar uma medida antiga ? A questão ficou no meu subconsciente. Em conversa com outro amigo, Emilio, este me relatou, também como ex aluno do CPOR dos anos 40:

- Para operar os canhões Schneiders, só com a aferição do ângulo de tiro em grados.
Segunda pista para resolver o meu problema , mas por que o uso da medida grado?

Só recentemente acho que descobri. Apesar de existir o Sistema Métrico Decimal cada pais adota ou tem preferência por certas medidas ou oficiais ou históricas. No Brasil temos as medidas garrafa, quilate, arroba de boi e a oficial, mas estranha medida hectolitro de cerveja, alem das velhíssimas medidas alqueire, milha náutica , nó, groza, resma de papel etc.

No livreto de orientação para fazer o imposto de renda usa-se a medida cacho para quantificar a produção e comércio de bananas.Não é só no Brasil. Na Alemanha, na engenharia, uma forma de indicar quilo é usado pound e na França foi muito popular e talvez ainda seja, o uso do grado que é totalmente decimal. E a França é a orgulhosa mãe do Sistema Métrico Decimal apesar de usar de usar na expressão oitenta a construção quatro vinte. Assim, existem regionalismos nas medidas.

Aí, lembrei-me que até antes da Segunda Guerra Mundial o Exercito Brasileiro era treinado por oficiais franceses e até a Força Pública de S. Paulo ( atual Policia Militar ) era treinada por um oficial francês que dava aulas de cima de um belo cavalo, tempos outros sem dúvida. Face à formação francesa e não por mera coincidência, os equipamentos militares de artilharia como canhões, eram sempre franceses. Mas canhão Schneider francês ? Sim. Quem gosta de lingüística, como eu, sabe que o francês é mais germânica das línguas latinas e daí nasce a maior dificuldade de entendermos o francês se comparada com a facilidade em entendermos o espanhol e o italiano. Os canhões Schneiders eram franceses e na França foi o único país que preservou a medida grado para ângulos, um legitimo galicismo convenhamos. Por isso, na Artilharia do CPOR, até a Segunda Guerra mundial, o grado era usado na medida de ângulos. Com a entrada do Brasil na Segunda Guerra a influência francesa no exercito mudou e entrou a influência americana.

Outras curiosidades de medidas

1) Numa cidade de porte médio do Estado de S.Paulo ( hoje tem uns 300.000 hab. ) na década de 50, o Prefeito municipal, para esconder os efeitos da inflação, determinou, por decreto municipal, que na venda do quilo da carne ( sempre um parâmetro importante da inflação ) poderia ser usada, provisoriamente como é regra, o conceito de quilo com 950 gramas. Mas não se diga que esse absurdo, seja só interiorano. Um Ministro da Fazenda nos anos oitenta para não aumentar o preço do leite C decidiu que os produtores poderiam fornecê-lo com menor teor da importante gordura, uma outra forma de exprimir um quilo com 950 g sem dúvida.

2) Ao desapropriar uma grande gleba rural para implantar uma refinaria optou-se pelo critério de preço médio e que seria algo como R$ 12.000,00 o alqueire paulista ( 24.000 m2. ), válido para a compra de fazendas , sítios e chácaras . Mas houve pressões de todo o tipo e de todo o mérito e o valor surpreendentemente subiu para R$ 24.000,00 por alqueire.
Os proprietários das fazendas, sítios e chácaras ficaram felicíssimos e saíram com um enorme sorriso no rosto na reunião informal em que se chegou a esse acordo e o departamento jurídico da estatal ficou de fazer os contratos de compra das propriedades. Só que o advogado achou que devia cumprir a lei que determina o uso do sistema métrico e em vez de alqueire usou a medida de área de 24.000 m2. Assim o valor médio da compra passou a ser expresso em R$ 1,00 /m2. Achando que todos os proprietários das áreas rurais tivessem ficado felizes com a excelente venda teve uma enorme surpresa quando ouviu as críticas com os textos dos contratos. As críticas eram:

- Vender o alqueire por R$ 24.000.00 tudo bem , mas vender uma terra que tem o meu suor e o suor de meu pai e avô por R$ 1,00 o metro quadrado, jamais..... Na verdade, os contratos foram refeitos na base de R$ 24.000,00 por alqueire paulista. E os contratos foram finalmente assinados.


3) Só no estado de S.Paulo existe uma unidade de medida chamada de " caixa " e que é obrigatoriamente usada na central de abastecimentos de produtos agrícolas de nome CEASA. Qual sua razão ? Até os anos cinqüenta a energia elétrica não tinha se espalhado pelo estado e então uma das formas de se ter energia era a partir do querosene. Fogões e até geladeiras eram alimentadas energeticamente pelo uso do famoso Querosene Jacaré. Como o transporte era muito precário ( estradas de terra ) e o querosene é inflamável usavam-se caixas de madeira de excelente qualidade para embalar e proteger as latas de aço de querosene. Essas caixas de madeira iam para os sítios e fazendas e não tinham retorno. Com esse excelente material de embalagem nas mãos os mesmos começaram a ser usado para embalar laranjas, tomates, hortaliças etc produzidos no interior e enviados por caminhão para comercialização no CEASA. Até hoje a " caixa " é a grande unidade de medida dos produtos agrícolas nessa central e nas feiras livres. O querosene Jacaré não é mais usado com a mesma intensidade e surgiram dezenas de fábricas informais em torno do CEASA para produzir essas caixas de unidade de medida.





Está à procura de emprego? acesse: https://br.jooble.org/vagas-de-emprego-arquiteto

Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Me formei, e agora? por onde começar a carreira de arquiteto?

Como se destacar no mercado de trabalho da engenharia

Os desafios do arquiteto

6 Conselhos poderosos para arquitetos recém-formados

Abrir negociações é tão importante quanto fechar negócios

Exigência de titulação acadêmica para contratação de profissionais de mercado: Um enorme equívoco

O Facebook e a formação continuada dos profissionais

Principais Dificuldades de um Arquiteto sem Renome ou Iniciante

Arquiteto ou Engenheiro?

Tempo integral

Metáfora futebolística - A preparação física

21 dicas para uma vida bem sucedida na arquitetura

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto depois da prestação do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a execução do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a negociação do serviço

Indicadores de desempenho nos escritórios de arquitetura e de engenharia

Como ser um engenheiro civil de sucesso.

Se o seu escritório fosse um time de futebol, em qual divisão ele estaria jogando?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O buraco é mais em cima.

E o que faz o profissional da arquitetura de TI?

Conheça o perfil do Engenheiro para o mercado de trabalho

Como estar preparado para o primeiro contato com o cliente?

A importância da Engenharia para a sociedade e para o Brasil do século XXI.

Qual a importância do arquiteto?

Como Se Tornar um Arquiteto

Crise. Segundo Einstein.

Engenheiro ou arquiteto, qual devo contratar para o projeto de casa

Possibilidades na carreira para arquitetos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica

Segurança em trabalhos com eletricidade

Como ter segurança em trabalhos com eletricidade

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Engenharia de Avaliações

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)