Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Exercício Profissional (veja mais 136 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Erros de projeto que arquitetos não podem cometer



Muita gente não pode nem ouvir falar em obra que já começa a ter pesadelos. Na maioria das vezes, os transtornos acontecem por falta de planejamento e erros de projeto. Cabe aos profissionais envolvidos na construção a tarefa de prevenir falhas e evitar atrasos e dificuldades.


Nesse ambiente, faz parte do trabalho do arquiteto garantir que o projeto seja executado da maneira correta e que tudo saia conforme o cliente espera. Afinal, como garantir um bom projeto? Quer saber? Veja os 10 erros de projeto que os arquitetos não podem cometer!

1. Não ter uma comunicação clara com o cliente

Não é à toa que esse é o primeiro item da lista. Um bom projeto sempre começará com uma boa comunicação entre o contratante e quem desenvolve, ou seja, entre cliente e arquiteto. Saiba exatamente o que o seu cliente deseja e discuta com ele todas as etapas do projeto.

Por um lado, uma comunicação clara e efetiva vai assegurar um bom relacionamento e garantir que o trabalho flua da melhor maneira possível. Por outro lado, a falta de comunicação pode gerar grandes problemas, atrasar o projeto e a obra e causar a insatisfação do cliente. Por isso, invista no diálogo e procure ser transparente.

2. Dispensar referências

Mesmo que você possua experiência e já tenha participado de vários projetos, não cometa o erro de achar que já sabe muito. Arquitetura é uma área que se transforma diariamente e o profissional precisa se manter atualizado e buscar sempre novas referências.

Felizmente, existem milhões de referências a poucos cliques de você. Encontre ideias online com a ajuda de blogs, sites e redes sociais. Leia muito e, principalmente, busque referências visuais, que são a alma do trabalho do arquiteto. Fora das redes, participe de seminários, workshops e eventos para conferir o que há de mais novo nas tendências.

3. Não planejar a integração de todas as etapas da construção

Muitas vezes, o projeto do arquiteto tem como foco o apelo visual, o planejamento de espaços, formas e outros aspectos, mas algumas questões técnicas são menos presentes. É o caso de instalações hidráulicas e elétricas.

No entanto, isso não quer dizer que o arquiteto não precisa pensar em nada disso. Pelo contrário, esses detalhes também precisam ser pensados por ele, se necessário, em conjunto com os engenheiros.

Planeje as suas intervenções levando em conta todas as etapas da construção, mesmo as que não estão sob sua responsabilidade. Lembre-se de que você faz parte do projeto como um todo e deve pensar nele de uma maneira global.

4. Ignorar contratos e documentos

É comum que arquitetos e clientes firmem acordos verbais e partam para o projeto, mas esse pode ser um erro grave. Nunca deixe de assinar um contrato para todos os trabalhos que você realizar e prepare toda a documentação.

É importante escrever no contrato e nos documentos todo o escopo a ser realizado, valores, orçamento, prazos e responsabilidades. Assim, as partes ficam seguras e não deixam margem para dúvidas ou mal-entendidos.

5. Errar na iluminação

O arquiteto precisa dar atenção especial à iluminação em todo o empreendimento. Do contrário, corre o risco de acabar entregando uma construção nada aconchegante nem funcional, gerando desconforto para os usuários do imóvel.

Se for planejar uma casa do zero, lembre-se de avaliar a posição do sol e decidir, até mesmo junto com o cliente, em quais cômodos ele gostaria de aproveitar o sol em cada período do dia. Otimize o uso da iluminação natural para reduzir o gasto de energia.

Quanto à iluminação artificial, é importante não exagerar nem subtilizar. Ou seja, encontre um meio-termo para que nenhum cômodo fique claro ou escuro demais.

6. Utilizar materiais inadequados

Um painel de madeira de demolição é lindo, mas será que ele pode ser usado em um ambiente úmido sem nenhum tratamento? Na hora de escolher os materiais, pense também na praticidade e na funcionalidade deles. Além da beleza, leve em conta quesitos como resistência, durabilidade, facilidade de limpeza, entre outros, para garantir uma construção mais eficiente.

Quando o assunto é sobre materiais estruturais, nem precisamos dizer que a segurança deve estar sempre em primeiro lugar. Em qualquer situação, observe as normas e siga à risca todas as regulamentações.

7. Não fazer o cálculo de materiais

Faltar material significa atraso na obra e sobrar material é sinônimo de desperdício. Isso quer dizer que, além de escolher os materiais certos, o arquiteto também precisa calcular as quantidades necessárias. Calcule as áreas onde os materiais serão aplicados e trabalhe com uma margem de segurança de cerca de 10%.

8. Dimensionar mal os espaços

Essa é uma parte essencial do trabalho do arquiteto e negligenciar o dimensionamento de espaços é um erro de projeto grave. De acordo com a preferência do cliente, tente criar um layout uniforme e consistente, para não acabar deixando espaço de sobra em um cômodo e espaço de menos em outro.

Lembre-se de deixar espaço suficiente para a circulação de pessoas e não exagere no número de móveis. Use truques como espelhos, móveis pequenos e pé direito um pouco mais alto para fazer os cômodos pequenos parecerem maiores.

9. Confiar apenas na indicação de outros profissionais para executar a obra

O arquiteto precisa dominar pelo menos o básico de tudo que tem relação com a obra. Confiar apenas nos outros profissionais pode levar você a pagar por erros que não cometeu. É claro que é impossível ser um expert em tudo, mas você precisa ser antenado.

Leia muito, pesquise, visite as obras frequentemente, faça perguntas e se informe. Construa uma relação de parceria com os demais profissionais para criar um ambiente de cooperação e gerar melhores resultados para o cliente.

10. Limitar sua atuação ao projeto

Continuando nessa linha de raciocínio, o arquiteto precisa perceber que a sua atuação não pode ficar limitada ao projeto. Os clientes têm buscado arquitetos proativos, dinâmicos e flexíveis, que participam da obra do início ao fim, incluindo orçamento, projeto e execução.

Por isso, o arquiteto precisa começar a pensar em soluções para fazer a gestão e o acompanhamento não apenas do projeto, mas da construção de uma maneira geral.

Para finalizar, ressaltamos que muitos erros de projeto podem ser evitados com boa comunicação, planejamento e muita pesquisa.




Fonte:blog.vejaobra.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue








Comentários

Mais artigos

Como aumentar a receita do escritório de arquitetura

O que faz um arquiteto na prática? Entenda e tire suas dúvidas!

7 opções de especialização em Engenharia Civil para os profissionais do setor

Designer de Interiores: Ele pode ser a solução para todos os seus problemas!

Erros de projeto que arquitetos não podem cometer

Arquitetura atual: perfil da arquitetura contemporânea no Brasil

Volta aos escritórios: retomada deve ser feita de maneira inteligente e, acima de tudo, comportamental

Arquitetura atual: perfil da arquitetura contemporânea no Brasil

Áreas de atuação que um arquiteto pode desenvolver

Como ser um bom arquiteto?

Vantagens no uso da maquete eletrônica!

Me formei, e agora? por onde começar a carreira de arquiteto?

Como se destacar no mercado de trabalho da engenharia

Os desafios do arquiteto

6 Conselhos poderosos para arquitetos recém-formados

Abrir negociações é tão importante quanto fechar negócios

Exigência de titulação acadêmica para contratação de profissionais de mercado: Um enorme equívoco

O Facebook e a formação continuada dos profissionais

Principais Dificuldades de um Arquiteto sem Renome ou Iniciante

Arquiteto ou Engenheiro?

Tempo integral

Metáfora futebolística - A preparação física

21 dicas para uma vida bem sucedida na arquitetura

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto depois da prestação do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a execução do serviço

Dez coisas que aborrecem o cliente do engenheiro e do arquiteto durante a negociação do serviço

Indicadores de desempenho nos escritórios de arquitetura e de engenharia

Como ser um engenheiro civil de sucesso.

Se o seu escritório fosse um time de futebol, em qual divisão ele estaria jogando?

Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro : Profissionais que transformam sonhos em realidade

O buraco é mais em cima.

E o que faz o profissional da arquitetura de TI?

Conheça o perfil do Engenheiro para o mercado de trabalho

Como estar preparado para o primeiro contato com o cliente?

A importância da Engenharia para a sociedade e para o Brasil do século XXI.

Qual a importância do arquiteto?

Como Se Tornar um Arquiteto

Crise. Segundo Einstein.

Engenheiro ou arquiteto, qual devo contratar para o projeto de casa

Possibilidades na carreira para arquitetos

Por que é tão difícil?

Os 10 mandamentos de marketing para engenheiros e arquitetos

Quem é o engenheiro civil?

Tempo integral

Dicas para desenvolvimento profissional

Cliente e arquiteto: os dois lados da moeda

A delicada relação cliente-arquiteto

Carta a um calouro (de arquitetura ou de engenharia)

A Profissão de Arquiteto

O que é Engenharia de Software?

Tabela de Honorários

Como e quanto os arquitetos cobram pelo seu trabalho?

Arquiteto, designer e decorador: sem preconceitos

Vantagens de estar desempregado (ou não) durante a seleção

Sucesso + Engenharia = Realizaçao profissional

6 ideias que podem mudar sua sina na entrevista de emprego

A responsabilidade profissional e o ser humano

O Mito da Criatividade em Arquitetura

Vantagens da Contratação de um Profissional Especializado

Diferença entre Arquiteto, engenheiro civil e designer de interiores

7 aspectos para começar e construir uma carreira em arquitetura ou design .

Quer ser um engenheiro de sucesso? Seja um engenheiro criativo.

O caminho de volta

O valor do profissional brasileiro

Contratação por projeto executivo define a obra

Inteligência Emocional: Conheça características do líder moderno

A importância do Planejamento no Papel

Atribuições do arquiteto

Lelé: cidades como São Paulo são Frankensteins.

Engenharia Nacional e a Competitividade Brasileira

A corrupção e a garantia quinquenal de obras

Como ser um empreendedor de sucesso

Sociedade entre Arquitetos: A construção em grupos de pesquisa e preço competitivo no mercado da construção

Trabalhar em casa: um bom negócio

Trabalho em equipe, 10 dicas para que isso aconteça.

Promiscuidade entre estado e governo: o vórtice do mal.

O “irresponsável técnico” da engenharia, arquitetura e construção

Arquitetos voltados a Decoração

Como produzir (provocar) a propaganda boca-a-boca

Os arquitetos e as cidades

Por que é que a gente é assim?

Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Construção do 3º milênio

Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?

O arquiteto como administrador de obras: vamos unir o útil ao agradável!

A falta de planejamento das pequenas empresas na construção civil

Porque o arquiteto deve fazer a administração de obras

Arquitetos de Cozinha

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 3ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 2ª parte

O exercicio profissional e a sustentabilidade das profissões: uma abordagem mercadológica - 1ª parte

Sociedade entre Arquitetos: A união, normalmente, faz a força!

Arquiteto ou arquiteta? Quem é melhor?

O Brasil é um país de oportunidades para engenheiros...

O desabafo de um arquiteto

Relação arquiteto e cliente: um jogo de xadrez deveras complicado!

Lei federal exige específicamente a ART de orçamento

O principal documento para o trabalhador, não tem segunda via.

Orçamentos estimativos sem identificação de autoria pode anular licitação pública.

Irrigar a economia real sem custos extras

Relacionamento Entidade de Classe x Prefeitura... Parceria, Guerra ou Indiferença...

Resistência dos Materiais - Treliça Hipostática

O TAC no contexto do direito ambiental

Vai montar seu canteiro de obras? Atente para alguns detalhes da norma

Maquete eletrônica

Segurança em trabalhos com eletricidade

Antoni Gaudí, um arquiteto sonhador?! (Barcelona, 1852-1926)

Arquitetura Antroposófica: as artes plásticas e o desenvolvimento da alma humana

Os CREAs e o IPTU que as Prefeituras querem cobrar...

Zaha Hadid – uma arquiteta orgânica. Gosta de construir descontruindo.

Quem tem medo de Oscar Niemeyer?

A Liderança Empresarial e a Sustentabilidade

O verdadeiro papel das entidades de classe.

Relação aberta, gol na certa!

O uso da medida grado na Geometria e a Historia Militar Brasileira - Aspectos de unidades de medida

Maquetes Eletrônicas

Eu compro imóvel na planta

Engenharia de Avaliações

Táticas para pedir (e conseguir) aumento de salário

Obras e serviços de Engenharia não podem ser licitados por pregão !

Supersimples na construção civil: vale a pena aderir?

Proposta de projeto : a difícil negociação entre o arquiteto e o cliente,

A importância de contratar um Arquiteto e como proceder

Dúvidas mais comuns em relação ao registro de empresas no CREA-SP

Enigma estrutural: Teste estático versus teste dinâmico, ou Como Testar Uma Laje de Salão de Baile

O livro sagrado da Engenharia -- Surpresa! não é aquele que você está pensando.

Pensamentos da Engenharia

Imóvel, alternativa de aposentadoria

Honorários de engenharia : Como é difícil receber !!!

A.R.T. - Acervo e defesa do profissional

Orientação de um velho Engenheiro de Barbas Brancas a um jovem engenheirando sobre um estágio de férias

Aspectos matemáticos e humanos da corrente da felicidade

Invista no Arquiteto!

São Paulo, um gigantesco campo de trabalho para a Arquitetura

Como fazer a retificação de área no Registro de Imóveis

Perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego(3/3)

Procedimentos em uma entrevista de emprego (2/3)

Preparando-se para uma entrevista de emprego (1/3)