Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Gerenciamento e Administração de Obras (veja mais 62 artigos nesta área)

por João Bosco Vieira da Silva

A Realidade da Engenharia de Custos no Brasil



Infelizmente hoje no Brasil não temos o uso perfeito da engenharia de custos dentro das obras públicas, ciência de fundamental importância para o desenvolvimento social e econômico do país.

A engenharia de custos garante de forma técnica e estimada os custos diretos e indiretos de uma obra seja pública ou particular, dessa forma os órgãos públicos podem fazer uma estimativa de custos com um grau de risco menor e assim fazer um bom uso do dinheiro público.

Antigamente os órgãos públicos não sabiam os custos de suas obras e o preço final era definido pelas empresas com uma margem de lucro enorme e com isso o dinheiro público era mal distribuído, aumentando a desigualdade social e a conta bancária da empresa.

Hoje a situação é outra os órgãos públicos já possuem tabelas de preço unitário, composições, apropriações e fontes de pesquisa para fixar um preço de referência para as empresas que participam de licitações, mas o que acontece é que esse preço muitas vezes está fora da realidade de mercado e por motivos "desconhecidos" a empresa para ganhar a licitação baixa de forma desordenada o preço de sua proposta.

Portanto é impossível uma obra já mal orçada pelo órgão público e reduzida pela a empresa ganhadora em até 50%, poder ser concluída dentro desse custo, o que acontece é que a empresa entra com o aditivo de até 25% e ainda corre o risco de não entregar a obra por falta de planejamento operacional e financeiro.

Um aditivo de mais de 15% é a prova real do mal elaboramento do orçamento, muitas vezes os quantitativos são levantados por pessoas não qualificadas e/ou em cima de projetos básicos de má qualidade técnica sem especificações e dados regionais, um bom projeto básico deve ter no mínimo dependendo do tipo de obra:

•Projeto de topografia;
•Ensaios;
•Projetos executivos com um bom grau de detalhamento;
•Compatibilização dos projetos;
•Especificação técnica de serviços e materiais;
•Fatores regionais e climáticos;
•Logística local de materiais e equipamentos;
•Estimativa no dimensionamento da mão-de-obra.

A empresa dá um tiro no escuro, mas sempre acerta a sociedade brasileira e o resultado são obras inacabadas, corrupção e esquemas licitatórios. A LDO e a lei de licitação no Brasil precisam ser atualizadas dentro de técnicas da engenharia de custos, o engenheiro de custos deve assumir um posto importante dentro desse processo licitatório e acima de tudo possuir autonomia na definição do preço de referência e composição do BDI (Lucro + Despesas indiretas.

Em alguns estados brasileiros é exigido a ART desse profissional, isso garante mais segurança para a sociedade e os órgãos fiscalizadores terão mais informações e parâmetros sobre os custos estimados para obra.


João Bosco Vieira da Silva, é Engenheiro Civil

Fonte:www.ecivilnet.com


Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

Comentários

Mais artigos

Ética na Construção Civil, como podemos fazer a nossa parte.

6 Dicas para Evitar Calote na Obra

5 Maneiras De Evitar Custos Inesperados No Seu Negócio De Construção

Passo a passo da construção: como administrar uma obra?

Terceirização na Construção Civil: 5 vantagens para a sua empresa

Problemas mais comuns no dia a dia da obra e como evitá-los

Engenharia de custos: entenda sua importância

Como escolher materiais de construção

Como aplicar a Engenharia de Custos na obra

O que fazer antes de iniciar uma obra?

Os 7 problemas da falta de visita técnica de campo

Como lidar com os imprevistos mais comuns em obras

5 coisas importantes sobre o gerenciamento de obras

Planejamento de obras: 4 dicas úteis para evitar atrasos em construções

Como aplicar a gestão de projetos na Engenharia Civil

Como ter um controle dos custos da obra com a produtividade?

9 boas práticas que você deve adotar para o gerenciamento de obras

Do planejamento ao acabamento, quais são as etapas de uma obra?

Aprenda melhorar o controle de gastos em uma construção civil

Quem e como contratar na hora de reformar ou construir sua casa?

Como organizar as finanças em empresas de serviços de construção civil

Qual a importância da Engenharia de Custos na obra?

Dicas para planejar bem a obra

Como fazer o gerenciamento de obras

10 dicas para planejar e concluir uma reforma sem sofrimento

Como aumentar a segurança dos trabalhadores em uma obra

Como gerenciar sua obra de maneira mais tranquila

Gerenciamento de obras: 5 processos para melhorar

Que cuidados tomar ao contratar a mão de obra para uma reforma ou construção?

A crise da engenharia de projetos no Brasil

Construção Civil: Vantagens do gerenciar obras

Os benefícios do gerenciamento de obras

A Viabilidade da Mecanização na Construção Civil

Gerenciamento e fiscalização de contratos

Gerenciamento de equipes de trabalho

Gerenciar custos não é somente orçar projetos, é viabilizá-los para Executá-los.

Gerenciamento de Projetos e Obras

Cuidados ao gerenciar sua obra

Orçamentação e custo de obras civis

A gestão de projetos para o setor da construção civil no Brasil

Como medir a produtividade na construção civil

A obra atrasou, e agora?

Estrutura de Custos para Viabilizar Pequenas e Médias Construções

Apropriação de custos na construção civil

A Realidade da Engenharia de Custos no Brasil

A importância histórica dos Orçamentos e Custos das Construções no Brasil

Orçamento de Obras e Cálculo do BDI

O valor do engenheiro de custos

Gerenciamento de Obra: agilidade e sincronia das equipes são os maiores desafios, “porque o tempo não para”!

Viabilidade de Executiva de Obras e/ou Serviços de Engenharia.

A Importância do Controle dos Gastos em Obras de Construção Civil

Custo - resultado na construção

Controlar custos não é simplesmente reduzir custos

Tabela para Estimativas

Gerenciar custos não é somente orçar projetos, é viabilizá-los

Gerenciamento Total de Custos

Alcoolismo no canteiro de obras é perigo iminente

Obra parada, resultado da falta de planejamento e de administração

Será que o Custo Unitário Básico (CUB) serve realmente para orçar uma construção?

Reforma de casa ou apartamento requer planejamento, bons profissionais e diplomacia

Critérios de medição em obra

Medição de vidros e a eterna questão do custo versus preço

Compra de terreno para construção: o que é importante?