Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

por Redação do Fórum da Construção

14 dicas pra quem vai reformar instalação hidráulica (e não quer entrar pelo cano)



Com algumas medidas simples você evita problemas na instalação hidráulica, economiza nos materiais e nos serviços e ainda evita desperdício :


1. Na hora de pensar a disposição dos ambientes na casa, prefira que banheiros, área de serviço e cozinha fiquem próximos. Isso é bom para economizar na instalação hidráulica porque você vai usar menos canos e conexões.

2. Tenha um projeto de hidráulica em mãos. O projeto de hidráulica define o local que ficará cada cano com altura, diâmetros, material e, às vezes, até marca dos canos. Nela também será possível planejar se há espaço suficiente para instalar lavatórios, torneiras, chuveiros e privadas.

3. Contrate um encanador experiente para executar o projeto. Não adianta ter os melhores materiais e instalar tudo errado. Os fabricantes oferecem garantia contra defeitos de fabricação e, nunca, contra defeitos de execução.

4. Se a sua instalação é muito antiga, aproveite para substituir os tubos de ferro pelos de PVC, especialmente se notar algum tom vermelho na água. Isso é sinal de ferrugem dentro do cano e pode causar infiltrações e outros problemas.

5. Coloque um registro em cada ambiente onde houver pontos de água (banheiros, cozinhas, área de serviço, etc.). Assim, se houver algum problema você pode fechar o trecho e não fica sem água na casa toda.

6. Jamais permita que o encanador fixe tubos ou faça dobras nos canos usando fogo pra derreter o material. Compre as conexões apropriadas.

7. Procure usar poucas conexões. Elas diminuem a pressão da água e podem criar pontos que acumulam água e ar e causar vazamento. Pergunte sobre isso ao arquiteto, empreiteiro ou encanador.

8. Ao comprar tubos e conexões, escolha sempre peças que sejam do mesmo fabricante. Isso evita que haja folga e encaixes mal feitos entre os tubos, reduz risco de vazamento e evita futuros gastos com reparos e substituição de peças.

9. Durante a obra, guarde bem os tubos, sempre na posição horizontal. As conexões devem ficar em sacos ou caixas. O material deve ficar em local sombreado, sem tomar sol direto para não danificar.

10. Medir, medir, medir e garantir espaço suficiente no banheiro. O vaso sanitário deve ter pelo menos 20 cm livres em cada uma de suas laterais . Não esqueça que os banheiros tem portas que precisam de espaço para abrir. Esse pepino acontece mais do que você imagina.

11. Teste as instalações antes de fechar a parede ou de fazer o contrapiso, assim você evita ter que quebrar tudo para solucionar problemas futuros. E fotografe ou faça um esboço das instalações de cada parede com as tubulações antes de fechar o reboco. Isso serve pra ter certeza de onde passam os tubos a evitar furar os canos ao instalar saboneteiras, box, espelhos, gabinetes etc.

12.Confira a caixa d´água: a boia, que regula o nível de água, deve estar funcionando. Lá também deve ter um extravasor (o conhecido ladrão), que serve pra escoar o excesso de água.

13. Prefira vasos sanitários com caixa acoplada. Eles gastam apenas 6 litros de água por descarga. A descarga que você aciona com válvula na parede consome de 10 a 14l de água.

14. Os metais e peças sanitárias (torneiras, misturadores, privada) são os últimos a serem instalados. Combine com o encanador que ele só vai instalar depois dos acabamentos de piso e parede estarem prontos! Se colocar antes de acabar a pintura e colocação de piso, por exemplo, pode danificar as peças.



Fonte:100pepinos.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

14 dicas pra quem vai reformar instalação hidráulica (e não quer entrar pelo cano)

Como Solucionar Problemas de Encanamento

Micos na obra: oito erros hidráulicos comuns em construção e reforma

A pressão d'água do meu chuveiro (da minha torneira ou vaso sanitário) está baixa. como resolver?

Conheça seis manifestações patológicas nas instalações hidráulico-sanitárias

Tipos de tubos: PVC, CPVC, PPR, PEX, PVC Esgoto!

Os erros mais comuns em reformas hidráulicas, e como evitá-los

6 dicas hidráulicas para a construção da sua nova casa

12 formas de economizar e reaproveitar água

Truques para descobrir se há vazamento de água na sua casa

Evite problemas com o encanamento

Vantagens de encanamento de PVC

Você acha que está com um vazamento de água?

Negligência com as instalações hidráulicas

Automação aplicada ao tratamento de efluentes. Preservação do meio ambiente.

Solução para falta d’água está sob a terra

O saneamento paulista e uma frase histórica de Churchill

Desenvolvimento de novas técnicas de irrigação de precisão que garante uso racional da água

Os esgotos na Região Metropolitana de São Paulo

Brasil expõe projetos de saneamento básico em Zaragoza

Patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulicos sanitários e de gás combustível decorrentes de falhas no processo

Água feita pelo homem tem química diferente

Aqua Vitae.com: blog latino-americano especializado no tema da água

Empresas e condomínios já tratam esgoto

Múltiplas necessidades, soluções variadas

Saneamento Básico e seu impacto no setor da construção

Revolução no Saneamento Básico

Sistema compacto de tratamento de esgoto no formato vertical

Aquecedores a gás: não seja você a próxima vítima!

Transbordamento: antes de aumentar as secções das calhas, amplie a capacidade dos condutores verticais

Esquema de funcionamento e dimensionamento da instalação de água fria em residências

Água quente nos banheiros: qual é a melhor opção de aquecedor, elétrico, gás ou solar? Central ou localizado?

Qual a durabilidade do encanamento de um edifício? Qual o melhor material para as tubulações hidráulicas?

Pressão disponível, pressão estática e pressão dinâmica. O que é isto?

Conexão à rede pública de esgoto e o controle de roedores