Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Home Office: um desafio para o mundo corporativo

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Enquete

Chegando a copa do mundo. Como você acha que será a repercussão dela no exterior




Ver todos os resultados

 

Discussões no Fórum

Terreno com olho d'agua

Terreno com olho d'agua

Terreno com olho d'água.

Procuro designer de interiores rj

Armário de cozinha, como escolher?

Melhorando a qualidade do concreto feito em obra



Quando se fala de concreto têm-se duas situações: a que sai dos laboratórios e aquela encontrada na dura realidade da maioria das obras no Brasil. São dois opostos, o desejo e a realidade, nem sempre se consegue reproduzir na obra as condições previstas no cálculo, mas alguns procedimentos simples podem melhorar consideravelmente a qualidade do concreto feito em obra, permitindo utilizar menos cimento e mantendo a resistência da estrutura.

Na preparação do concreto em obra, o ideal seria que se levasse em conta os principais fatores do cálculo, ou seja:
• A classe do cimento
• A granulometria da areia
• Os tipos de britas a usar (1, 2 e outras)
• A umidade da areia para dosar a quantidade de água e não interferir na relação água/cimento

Entretanto, na realidade da pequenas construções é irreal querer pensar nestes fatores. Como assim? Bem, vamos lá:
• A areia é a que temos disponível no depósito.
• A brita nem sempre é classificada.
• É trabalhoso medir a umidade da areia.
• Muitas vezes o concreto é mexido no chão, no braço, sem betoneira.
Com tantas condições adversas, como fazer então para conseguir um bom concreto? Que resistência podemos esperar? Seria melhor colocar uma maior quantidade de cimento para compensar a má qualidade do preparo? Veja algumas regras práticas para esse concreto bem brasileiro, sem apoio tecnológico mas, infelizmente, um concreto bem real.

Fazendo concreto na obra

Com um pouco de dedicação e capricho é possível melhorar consideravelmente a qualidade do concreto confeccionado in-loco e, de quebra, economizar no cimento. Vamos começar pela fórmula básica, usando um traço que atende à maior parte das estruturas comuns nas pequenas obras Brasileiras, a famosa “1-2-3” e que podemos reduzir à “equação”:

C A P : 1 2 3


Isso quer dizer:
• C = 1 representa a quantidade de cimento, cerca de 35 litros que é o volume aparente do saco padrão de 50 kg
• A = 2 representando 2 volumes de areia. Como estamos considerando que o volume de cimento é de 35 litros, vamos usar 70 litros de areia
• P = 3 significa 3 volumes de brita, ou seja 3 x 35 = 105 litros.

Medindo e misturando

Antes de mais nada, um lembrete: a norma ABNT especifica que o volume de concreto a ser amassado por vez não deverá exceder o que se consegue com 100 kg de címento (2 sacos de 50 kg). Portanto evite fazer aquelas masseiras enormes que, no final das contas, não economiza tanto tempo assim mas pode comprometer bastante a homogeneidade e resistência do concreto.

Para facilitar a dosagem de areia e pedra construa uma caixa padrão para facilitar a dosagem 1, 2, 3. A caixa pode ser feita em obra mesmo, com compensado de 10 mm ou até mesmo com pedaços de tábua. A idéia é conseguir uma referência para a dosagem volumétrica cujo volume será 20 x 50 x 35 = 35.000 Cm3, ou seja, o correspondente à: 35 litros, que deverá conter, portanto, 1 saco de cimento. A figura abaixo ilustra as medidas e aparência geral da caixa padrão:



Agora a dosagem da parte sólida do concreto fica fácil: para cada medida de cimento, acrescentar 2 caixas padrão de areia e mais 3 de brita. Chegamos então a uma parte muito importante – a quantidade de água. Para areia seca acrescentar 27 litros. Para areia pouco úmida (a mais comum) diminuir para 24 litros de água. Para areia molhada, diminuir ainda mais – apenas 20 litros. Se a água usada for de rede pública provavelmente não haverá problemas quanto a sua qualidade. Entretanto, quando for necessário usar água vinda de poços (normais ou artesianos) na própria obra recomenda-se fazer sua análise caso apresente aspecto turvo ou com sedimentação.

Preparação

Agora que temos os volumes corretos é preciso atenção à forma e seqüência da colocação dos materiais para a mistura manual. Sobre uma superfície rígida e impermeável (piso de tábua ou cimentado) coloca-se a areia formando uma camada de cerca de 15 cm. Adicione o cimento e misture bem, recomenda-se pá de formato quadrado. Após uma boa mistura (cor homogênea de toda a massa misturada) junta-se a brita (pedra) e mistura-se novamente. Faz-se um buraco no meio da massa e vamos adicionando lenta e cuidadosamente mente a água, não deixando escapar nada. Mistura-se bem até obter uma massa homogênea, usando pá ou enxada.

É isto, o “concreto estilo Brasil” estará pronto!

Mas qual é a resistência esperada desse concreto? Na média, podemos trabalhar com com uma resistência fck entre 120 a 150 kg/cm2, um dos fck's mais comuns nas obras brasileiras.

Comentários

Mais artigos

Dicas de construção - Azulejos

Reciclagem de lixo eletrônico

Fissuração do Concreto devido às Tensões de Origem Térmica: Como evitá-la?

Cupim, como identificar.

Quantas camadas de reboco devem ser aplicadas nas paredes?

O que é madeira certificada? Saiba os critérios para obter o selo.

Madeira de plástico, quais suas vantagens?

Restauração valoriza e amplia o tempo de uso da madeira

Poço artesiano, o que é?

Como comprar cimento

Reciclagem de papel. A importância do papel reciclado

A reciclagem de vidros.

Construção de madeira requer conhecimentos técnicos

Portas e janelas de alumínio, como conservar.

Avaliação do desempenho da madeira na construção

A madeira de eucalipto na construção civil.

Cimento ecológico, uma alternativa ecológica na construção civil

Papelão é alternativa rápida e limpa na construção civil

Criado um vidro mais forte do que o aço

Reciclar entulho

Cuidado com o desperdício de materiais em sua obra.

O que usar, tijolo ou bloco?

Reboco. Que Areia Usar?

Madeira laminada e concreto produzem vigas mais resistentes

Concreto flexível é capaz de se autoconsertar sem intervenção humana

Água como Material de Construção

Sobre uma certa Tabela de Traços de Concreto

Cal hidratada nas argamassas

Concreto Usinado - Dicas para a Compra

Areia para construção civil: como comprar e como usar

Pedra (agregado graúdo) para Construção -- escolhendo e usando

Otimizando o uso de brita no concreto: o Teste da Lata

Melhorando a qualidade do concreto feito em obra