Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Empreendimentos Imobiliários (veja mais 112 artigos nesta área)

por Arq. Vinicius Barbosa

Shopping center com Centro empresarial: uma parceria de sucesso



O que há por trás do resultado bem sucedido da união entre os centros empresariais e os ditos “templos de consumo”? Como essa parceria surgiu, o que trouxe de benefícios e até onde vai evoluir? Para tentar responder essas questões, é válido iniciar por um breve apanhado histórico sobre o surgimento destes empreendimentos.
Há quem sustente a tese de que os shopping centers foram criados já na Antiguidade. Outros afirmam que o primeiro surgiu a partir de 1800. Mas foi na metade do século passado que apareceram os primeiros empreendimentos, cujo “way of life” americano influenciaria definitivamente nos aspectos social e urbano das cidades brasileiras.

Na intenção de se evitar as intempéries, falta de segurança e a escassez de vagas de estacionamento, o conforto proporcionado pelos shopping centers conquistou o público brasileiro que passou a vislumbrar uma realidade já não mais encontrada em nossos cenários urbanos.

Com o constante crescimento do ramo, foi-se desenvolvendo também o nível de exigência dos próprios freqüentadores, o que fez os shopping centers atingirem patamares acima do de “simples” templos de consumo: a partir de então, já ofereciam entretenimento, serviços, gastronomia, estética, saúde...

Não muito diferente é a trajetória dos centros empresariais brasileiros. Grandes ou pequenas empresas vêm saindo dos apertados -- quando não obsoletos -- e caros imóveis situados nos centros das cidades. A carência de vagas e as mazelas mais disponíveis a olho nu são outros fatores negativos que criam um sentimento de rejeição dos empresários, os quais buscam os conglomerados funcionais, modernos, em via de regra fora dos centros urbanos, e que por vezes chegam a ser financeiramente mais viáveis.

Tudo isso tem reflexo no comportamento humano, pois as circunstâncias que compõem todo o processo, que vai desde a condução utilizada até o ambiente em que o funcionário trabalha, responderão a favor ou contra sua produtividade na empresa.

Em busca do grau máximo de excelência na prestação de serviços, os empresários do ramo consumista encontraram uma maneira interessante de otimizar o fluxo de pessoas, prevendo nas fases de criação ou expansão dos empreendimentos a inclusão dos “business centers”, que podem ter um perfil heterogêneo, intermediário ou homogêneo de integração com o corpo do shopping center.

Essa otimização de fluxo acontece quando o público de um compensa a escassez de outro. Ou seja, no horário comercial o fluxo de um shopping center comum é naturalmente mais baixo que após as 18h. Assim como um centro empresarial perde vida à noite, ocasionando um desperdício da infraestrutura de serviços (“facilities”) que só é usufruída no turno comercial.

A união tanto beneficia o aumento de público do shopping, quanto complementa com as próprias atividades disponíveis nas lojas as necessidades de quem trabalha no “business center”, além de trazer-lhe (com o perdão do romantismo) mais vida. Deve-se levar em consideração que climatização, segurança e estacionamento fazem parte de uma composição em comum (centralizada), o que proporciona redução de gastos.

A performance do empreendimento também depende do perfil em que a parceria se enquadra. O que teoricamente melhor responde é o homogêneo, tendo-se como exemplo o Shopping Downtown, no Rio de Janeiro (foto abaixo)). O arquiteto recriou o conceito de “shopping de rua”, com lojas no pavimento térreo e salas nos superiores. Há uma gostosa integração, onde o público dos escritórios e clínicas se confundem com os clientes que estão comprando, somente passeando, ou em busca de diversão, gerando um fluxo intenso e ininterrupto durante todo o dia.


Já no Shopping Nações Unidas, em São Paulo, adotou-se uma solução intermediária (foto abaixo). As lojas situam-se no entablamento (base, conjunto horizontal) da construção. O público das salas comerciais também é “obrigado” a fluir pelos malls do shopping center, porém trabalha numa torre, que não os permite observar o movimento de pessoas pelos corredores das lojas.

E, de conceito heterogêneo, o Centro Empresarial BarraShopping (inclusive os cariocas o conhecem assim, distintamente) está fincado numa faixa de terreno desligada do bloco do shopping center, o que não evita de os públicos se integrarem, porém inibe-os relativamente.

Independentemente de quais forem os motivos dessa nova tendência, sejam eles o aumento da violência, o inchaço dos grandes centros, o caos viário, o aquecimento global, a necessidade natural do ser humano pela praticidade, pelo moderno, pelo saudável; ou quais os objetivos, sejam a redução de despesas diretas, indiretas ou subjetivas, melhora do bem-estar dos funcionários, e por conseqüência da produtividade; tudo isso na verdade só gera a certeza de que novos motivos surgirão, e outras soluções compensarão essas carências ainda latentes.

Hoje são os edifícios de escritórios. Já existem também os hotéis. E amanhã? Amanhã poderão ser até mesmo condomínios residenciais incorporados aos shopping centers.

Problemas a serem resolvidos pelos arquitetos, sempre em busca de mais uma parceria de sucesso.

Comentários

Mais artigos

Documentação: o que é necessário saber antes de uma reforma

9 dicas para encontrar seu imóvel comercial

6 Dicas para encontrar o apartamento ideal

Morar em condomínio: pontos positivos e negativos

Como Escolher um Apartamento

Comprando um imóvel com segurança

Hora de reforçar a higiene nos condomínios para combater as doenças no outono/inverno

A diferença entre construtora e incorporadora

Vistoria de apartamentos novos: porque ela é tão importante.

Dicas para a compra segura de seu imóvel

Os cuidados ao contratar a administradora do condomínio

Pensando nas Crianças: geração que vive em condomínio quer desfrutar de lazer e segurança

Taxas de condomínio: alternativas são necessárias para o momento de crise

O síndico e as reformas condominiais

Acessibilidade, Condomínios devem se adaptar

Mitos e verdades na compra de uma casa

Condomínios novos reduzem o consumo de água.

Vantagens e Cuidados na hora de Comprar Imóveis na Planta.

Condomínios: Tolerar ou não barulho de vizinhos.

Imóveis, A era dos supercompactos

Como elaborar um projeto de construção de uma casa?

Instalação de antena em topo do prédio

Dicas para a compra de casa de campo

Vidros na construção civil

Você sabe o que é manutenção predial?

Imóvel novo ou usado? Antes de decidir, veja o que levar em conta.

Manutenção, algo que todos precisamos

Alteração da fachada do apartamento: quem decide, o proprietário ou o condomínio?

Assembleia virtual em condomínios é tendência

Condomínio, sociedade que deve prevalecer o diálogo

Saiba como eliminar os cupins da sua casa

Ninguém quer ser síndico. E agora?

Perguntas e respostas sobre Direito Trabalhista

Como comprar um Imóvel sem acumular Dívidas.

O uso do FGTS para a compra de imóveis.

Primavera traz aumento de bichos indesejados no condomínio. Como se prevenir?

A área do Imóvel no Lugar Certo.

Como avaliar um imóvel?

Drogas em condomínios

À procura de uma administradora, Aspectos importantes a serem considerados

Com quantos shopping centers se faz uma cidade?

Quais os recursos que podem ser usados para definir um valor para o seu imóvel?

Qual a diferença entre área útil e área total?

Os criadores de um projeto imobiliário - bastidores de uma obra

Implantação do prédio no terreno

O que checar antes de assumir o cargo de síndico

Na hora de reformar, quem deve arcar com os gastos, o inquilino ou o proprietário?

Checklist contra incêndios

Guia para reciclagem em condomínios

Sazonalidades no condomínio

Festa no condomínio? Cuidado para não arranjar confusão!

Defeitos em edifícios

Imóvel na planta: sonho ou pesadelo?

Apartamentos Novos são menores?

Venda ou locação de vaga de garagem em condomínio?

Etiqueta em condomínios

Imóvel em condomínio? Dicas úteis na hora da compra.

Investir em imóveis na planta, como fazer?

Dez dicas para comprar um imóvel na planta.

Funcionalidade Importa mais que Tendências e Moda

A Terceira Geração dos Flats

Como fazer alterações na planta do apartamento sem reduzir seu preço de venda

Compra de Imóveis na Planta, o que analisar?

Alteração de fachadas e das áreas comuns

A sistemática do Projeto como empreendimento

Crédito imobiliário, saiba como escolher o melhor

Elevadores: Período de chuvas requer cuidados especiais

Sala de ginástica, como montar uma em seu prédio?

As finanças de um condomínio

Como conservar os elevadores?

As contribuições da Manutenção para a segurança do complexo predial

Síndico, quais são suas reais atribuições?

Estrangeirismos dominam lançamentos imobiliários

O mercado imobiliário e a internet

Condomínios: Critério de rateio

Comprando imóvel na planta? Cuidado com o contrato.

Sem entrar em armadilhas no Minha casa, Minha vida.

Prospecção: Os sete maiores erros cometidos pelos corretores de imóveis

Não se deixe enganar pelas áreas.

O que é necessário para fazer qualquer reforma ou obra em condomínios.

Qualidade na Construção Civil

Quanto vale seu imóvel? Quando dois mais dois, podem não ser quatro

Critério de rateio em condomínios

Construir para alugar

Pagar aluguel pode ser melhor do que fazer financiamento

Financiando seu imóvel em 7 passos seguros.

Maquiagem camufla os atrasos nas obras do PAC

Imóveis blindados são estimulados pela violência

É possível um terceiro comprar ou alugar garagem em prédios?

Vida em condomínio: sonho ou pesadelo?

Shoppings fazem readequações para se manterem competitivos e lucrativos

Desempenho do PIB ainda não captou recuperação da construção no primeiro semestre.

Ritmo do emprego na construção civil vem surpreendendo positivamente.

Condômino indesejável

Glossário Imobiliário

Hotel ou residência?

Terraplanagem + erosão = desastre

A incapacidade do estado de planejar e contratar

Contratos de gaveta

Imóveis : Em busca de melhores investimentos

Viver como antigamente

Casa em Resort

A importância do Habite-se

O que significa o conceito “build to suit”?

Empreendimento usa conceito sutentável

Shopping center com Centro empresarial: uma parceria de sucesso

Na ponta do lápis: será que é bom negócio construir para vender?

Avaliação imobiliária, a velha questão do preço versus valor

Será que comprar imóvel na planta é um bom negócio?

Guia para seu cliente: etapas da construção de uma residência ou pequena obra

Que fatores valorizam ou desvalorizam um imóvel?

Qual a área real de um apartamento?

A epidemia dos Condomínio-Clube