Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Curso a Distância - Redução do consumo de água em edificações

Curso a Distância - Eficiência Energética em Edifícios

Curso a Distância - Arquitetura Corporativa

Curso a Distância - Terra Crua

Curso a Distância - Arquitetura Acessível x Barreiras Arquitetônicas e Culturais

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Enquete

Nossos arquitetos e engenheiros são reconhecidos internacionalmente como excepcionais profissionais, mas, será que eles sabem “vender” e “valorizar” adequadamente seus projetos?



Ver todos os resultados

Em Infiltração e Drenagem (veja mais 18 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Problemas de Umidade e Infiltração, como acabar com os problemas



Como resolver problemas de infiltração e umidades. Impermeabilizar paredes, lajes e pisos, saiba como acabar com infiltrações e mofos por causa da umidade. Aprenda a impermeabilizar sua obra.



Água que sobe pelas paredes

Origem: quando o terreno é muito úmido, a tendência é que a umidade acumulada seja absorvida pelo alicerce da casa e brote na parede, formando manchas de bolor ou estufando a tinta da área próxima ao rodapé.

Solução: é necessário retirar o emboço de uma faixa até 50cm acima da mancha. São feitos pequenos furos a cada 10cm nos tijolos e injeta-se um produto à base de silicatos, que se infiltra na porosidade do tijolo e enrijece. Depois de seco, refaz-se o emboço, de preferência com produtos impermeabilizantes misturados à massa de cimento e areia. Se a parede for de blocos de concreto não é possível tratar definitivamente a umidade, apenas diminuí-la por curtos períodos, refazendo o emboço com argamassa impermeabilizante.

Prevenção: usar argamassa com impermeabilizante ou manta asfáltica em toda a extensão do alicerce. A alvenaria também deve ser assentada com argamassa impermeabilizada até a oitava fiada.

Chuva que entra pelas frestas

Origem: entre o caixilho e a parede podem se formar frestas que permitem a passagem de água da chuva. A umidade se manifesta formando bolor ou estufando a tinta.

Solução e prevenção: a junção entre o caixilho e a parede deve ser calafetada com silicone, adesivo plástico ou poliuretano. Em geral, esses produtos oferecem embalagens próprias para a aplicação, com pequenos bicos que direcionam seu fluxo. Se a parede já está descascando é necessário raspar a tinta e repintar. Para prevenir o problema, deve-se repetir a aplicação em intervalos de um ano.

Umidade que vem de cima

Origem: depois de uma chuva forte, algumas telhas podem trincar e a água começa a entrar pelas rachaduras.

Solução: detectar todas as telhas danificadas e substituí-las (as vezes isso não é muito fácil, porque as fendas são muito pequenas; nesse caso, uma solução é trocar todas as peças de uma grande área).

Prevenção: não é preciso impermeabilizar os telhados, desde que se obedeça ao caimento necessário de cada telha.

Fendas surgidas após uma reforma

Origem: a água passa pelas frestas decorrentes do serviço incorreto nas junções entre os materiais antigos e os novos (por exemplo, quando um vão de uma porta numa parede de tijolos é fechado com blocos de concreto).

Solução: pode-se descascar o reboque e calafetar a junção com silicone, minimizando o problema. Porém, o ideal é refazer a parte da parede afetada utilizando o mesmo material do resto da construção, aditivando a argamassa com um impermeabilizante.

Prevenção: calafetar, com silicone, as junções novas durante a reforma (nem sempre isso garante que as frestas não venham a surgir depois).

Água que foge da piscina

Origem: piscinas cuja impermeabilização original foi feita corretamente podem sofrer, posteriormente, reformas cuja execução está sujeita a problemas (por exemplo, quando o piso ao redor é erguido e a borda não é impermeabilizada, e a água passa entre os azulejos e pinga no teto da garagem).

Solução e prevenção: impermeabilizar o deck construído posteriormente para que a água não passe pelos azulejos. Assim, algumas fileiras do revestimento da piscina terão que ser retiradas. Sobre a argamassa deverá ser aplicado um primer, espécie de tinta espessa que prepara a superfície para receber a manta asfáltica que vem em seguida. Sobre ela aplica-se um filme de polietileno, uma proteção mecânica com cimento e areia e, finalmente, os azulejos.

Recomendações úteis

Seguir sempre as orientações dos fabricantes e deixar que os materiais de construção (massa de assentamento e tijolo) sequem bem antes de serem cobertos.

Todas as lajes precisam ser impermeabilizadas. Se a laje é de concreto, a impermeabilização deve ser flexível, ou seja, feita com as membranas moldadas no local, como o piche. Se a laje for pré-moldada, recomenda-se a utilização de mantas pré-fabricadas, como as asfálticas. A proteção adequada da laje requer:

•a execução de caimento correto com argamassa em direção ao ralo ou à calha;
•o arredondamento dos cantos vivos com argamassa;
•estender a impermeabilização ao interior dos ralos e, caso a laje se encontre com uma parede, impermeabilizar os seus primeiros 20cm de altura;
•proteger a camada impermeabilizante com argamassa, evitando o desgaste provocado pelos raios ultravioleta e infravermelho e trincas devidas aos movimentos normais da construção, à sua dilatação e à contração no calor e no frio e à exposição constante ao sol e às intempéries.

As áreas molhadas (banheiros e cozinhas) são as mais sujeitas a apresentar problemas de infiltração, cuja solução exige regularização da superfície, aplicação de manta asfáltica, proteção mecânica e recolocação do revestimento. Se o problema ainda não se deu, é recomendável uma prevenção, fazendo uma calafetação anual de bancadas de pias, vasos sanitários, banheiras e ralos, usando silicone. O local de instalação de banheiras também deve ser impermeabilizado.




Fonte:www.construfacilrj.com



Visite nossa página no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao - Curta, Divulgue

Comentários

Mais artigos

Principais problemas causados pela umidade na alvenaria

Entenda como surgem manchas de umidade e resolva o problema

Como acabar com infiltrações

Como combater e evitar infiltrações?

Problemas de Umidade e Infiltração, como acabar com os problemas

Fachadas expostas à chuva de vento

A banalização da recuperação estrutural!

Na luta contra as infiltrações! Já é possível evitar a quebradeira.

Case Parque Ecológico Indaiatuba: Obras fluviais transversais

Aplicação de geotêxtil em pavimentos

Case Trincheira Drenante: Substituição de drenos convencionais por um sistema formado por geocompostos

Fissuras e Trincas em Fachadas

Drenagem de Floreiras em Jardim Elevado

Drenos Testemunhos em Aterros Sanitários

Case de drenagem em campo de futebol: Estádio Bento de Abreu

Drenagem em campos de futebol

Versatilidade arquitetônica dos gabiões

Drenagem residencial - case do Balneário da Costa Oeste – Uruguai

Problemas com infiltração?