Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Marketing para profissionais (veja mais 109 artigos nesta área)

por Luciana Sales

Tempos de crise: 3 dicas de planejamento estratégico para pequenos negócios.



O mercado nunca ouviu tanto as palavras “volatilidade”, “instabilidade” e, principalmente, “constantes mudanças”, como hoje.



Nesse cenário, vivemos grandes e constantes transformações, positivas e negativas. O mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) é uma realidade e está em evolução. Vivemos em um mundo BANI (Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível), e ao olhar para os pequenos negócios, percebemos o quanto estes são impactados. Ao observar a rapidez destas transformações, é comum pensar que não há como se preparar para tantos imprevistos, principalmente sendo uma pequena empresa.

Contudo, pensar assim é um erro. É preciso agir! É sabido que algo planejado, mensurado, acompanhado e tratado tenderá sempre a sofrer menos impactos e, a depender da situação, o impacto poderá nem ocorrer.

Por isso, é importante que os pequenos negócios sigam esta receita e desenvolvam um planejamento estratégico. Será esse planejamento que guiará para onde e como chegar, pois, irá tratar de sua missão, visão, objetivos e como alcançá-los. Sempre alinhado ao seu ambiente de negócio, norteando como agir em diferentes situações. É preciso saber o que fazer e o que não fazer!

A construção do planejamento estratégico deve seguir alguns passos importantes, sendo eles:

1- Definir a missão, visão e valores: conceitos que definem a identidade e posicionamento do negócio.

2- Analisar o ambiente interno e externo: é preciso considerar os fatores internos e os externos para identificar a necessidade de adaptação às várias mudanças.

3- Definir objetivos e metas: os objetivos devem ser norteados pela estratégia, que dirá como alcançá-la. As metas, por sua vez, irão mensurar o desempenho dos objetivos. Importante destacar que as metas devem ser específicas, mensuráveis e alcançáveis e com tempo determinado (SMART).

4- Construir um plano de ação: como a estratégia será executada. Definir de forma clara o papel dos colaboradores na execução das ações definidas como fundamentais ao atendimento dos indicadores. Bem como, a definição dos recursos necessários (seja humano, material, tecnológico, etc).

5- Mensurar e acompanhar os resultados: tudo que foi planejado, deve evoluir conforme esperado ou havendo necessidade, realizar ajustes específicos.

As constantes viradas do mercado tem praticamente obrigado o pequeno negócio a se reinventar diariamente, exigindo uma adaptação rápida às pressões externas, para que seja possível se defender das ameaças e identificar oportunidades, seja em seu segmento ou em outro a ser explorado.

Portanto, é importante planejar e colocar em prática o que foi desenhado. Para isso, compartilho algumas dicas:

Definição clara de futuro (propósito) do negócio: é de extrema importância que a alta direção do negócio reflita e discuta sobre as lições aprendidas, reavaliando a missão e os valores da empresa e definindo onde o negócio deverá estar no futuro.

É interessante colocar todas as ideias, lições, sugestões no papel para que todo o corpo executivo leia, discuta, avalie e combine possibilidades, até que se chegue a um denominador máximo comum, que deverá ser conhecido e entendido por todas as áreas do negócio. É válido também apostar em escritas simples e objetivas, facilitando o entendimento de todos. Pense: “Qual é nosso futuro desejado?”

Desdobrando as metas e envolver as equipes: após a decisão da alta direção sobre o futuro, é preciso definir como atingi-lo. Neste momento entram em cena a construção dos objetivos, indicadores e plano de ação. Os resultados atingidos através dos indicadores, informarão se a proposta está sendo atendida ou não.

É importante definir metas claras, atendíveis e com prazo definido, envolver a equipe que executará a linha de frente dessas metas e construir a quatro mãos o plano de ação e especificar onde e como cada colaborador participará desta jornada. A comunicação direta e simples, é fundamental para essa construção. Pense: “Como chegaremos no futuro desejado?”

Monitorar os resultados: todo resultado precisa ser acompanhado e avaliado. É fundamental que ocorram reuniões periódicas, onde a alta direção deverá checar o andamento de tudo que foi desdobrado, verificando também se as ações precisam de ajuste.

É importante enxergar o desdobrando completamente alinhado. Isto é, uma vez definida a estratégia, os objetivos devem estar ligados a ela, que por sua vez serão atendidos por meio de indicadores e metas, que se tornarão possíveis de atendimento através das ações. Pense: “Estamos no caminho certo?”

Construir um planejamento estratégico evita tiros no escuro, diminui os riscos e reduz incertezas. Trata-se da definição de um padrão de comportamento rumo ao futuro desejado!



Luciana de Sales Pessoa, Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com cursos e experiência em projetos, planejamento e processos.



Fonte:grupoacocearense.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue














Comentários

Mais artigos

Tempos de crise: 3 dicas de planejamento estratégico para pequenos negócios.

Os Novos Desafios de Marketing

7 soluções para 7 desafios de marketing digital na pandemia do COVID-19

Ações necessárias para seu sucesso pós covid-19

Como o trabalho remoto vai impactar o nosso futuro

8 dicas de marketing de baixo custo para superar a crise

O que se espera de um profissional moderno

Saiba como procurar vagas de emprego no LinkedIn

5 dicas para aprimorar a jornada do cliente

Seis dicas para tornar as reuniões de trabalho menos chatas e cansativas

Humildade: A Melhor Prática Corporativa

Lições trazidas do atletismo

De que lado você está?

Sob pressão

O que se espera de um profissional moderno ?

7 táticas inteligentes para desenvolver sua carreira

10 maneiras de blindar sua empresa contra a crise

8 Lições para Impressionar na Entrevista

Meus funcionários me detestam, o que faço?

Quanto tempo você sobrevive sem INTERNET?

Como a internet mudou a forma de se relacionar

Como superar barreiras e melhorar seus resultados

Marketing Pessoal

Processo produtivo e o marketing

Qual o problema da zona de conforto?

Crise? E qual a sua atitude?

Como arrumar um emprego com 14 dicas simples

O Paradoxo da Produtividade

10 Dicas para o seu Marketing Pessoal

O que é um bom profissional de marketing?

Alguém está apostando em você?

Como potencializar uma reunião

10 situações que podem espantar seu cliente

Cinco dicas para desenvolver sua inteligência emocional

Dicas para organizar a carreira

Desemprego, estatísticas e manipulações

Vendendo para mulheres

Sucesso é uma questão de atitude

Por que engenheiros e arquitetos não cobram consulta?

Melhore a qualidade de vida no trabalho

Falha humana

10 coisas que grandes oradores nunca dizem em palestras

Uma reflexão sobre o valor comercial do seu tempo (ou de quanto podemos cobrar pelo uso do nosso tempo).

Construindo metas – seu sucesso nesse novo ano

10 razões para se manter motivado no trabalho

Não estar preparado para defender as suas decisões técnicas.

Quanto vale a marca, fulano de tal?

5 Desafios para alcançar uma carreira de sucesso

Qualificado, mas sem emprego. Por quê?

Estresse corporativo

A repercussão do quadro atual para as empresas e famílias

Pecados cometidos por engenheiros e arquitetos na escolha de sócios.

Diga-me o que retwittas...

Marketing de Relacionamento e Tecnologia da Informação

Serviço de arquitetura e engenharia não é fácil!

Pague seus impostos, ou morra!

Projeto atraso zero.

Dezembro é um mês incrível, impressionante, inacreditável!

A Eterna Guerra Entre o Empreendedor, o Técnico e o Gerente

Ninguém gosta de contratar engenheiros ou arquitetos

Os 7 Pecados Capitais do Marketing Direto

Talento, Organização e Disciplina

Organização do Tempo: Como dar conta do recado?

Recepção e Atendimento: A Chave para Fidelização

Administração Financeira: Quanto Custa Abrir um Escritório de Arquitetura/Engenharia?

Carta para a recém-contratada secretária do engenheiro

As 13 características das Pessoas de Sucesso

Quanto Vale um Cliente Fidelizado?

Oito Dicas para um Feedback Honesto

Feliz 2012

Seja um idiota neste Natal

Contra a Mão do Mercado

O Papel do Gerente de Vendas

O Líder e o Gestor

A culpa é do RH?

Perguntas Clássicas em uma Entrevista de Emprego.

Consultoria: o joio e o trigo

Como superar uma demissão

Enquanto o talento não vem

Treinamentos Inovadores

A importância da publicidade imobiliária

Supere a dificuldade de falar em público

Pequenos Grandes Compradores

Por que os clientes só querem saber de preço?

As coisas mudaram: pode parar de procurar “emprego”. E comece a procurar “clientes”!

Marketing para Engenharia

Pecados de marketing na engenharia e arquitetura

Dar desconto não é pecado. É estratégia

Mulher: Todos os Dias são Seus!

O marketing e os erros profissionais

A barreira dos 40

Ensinar a pensar.

Ao sucesso!

Os anjos e o executivo

Marketing de relacionamento: Café invisível

Marketing de relacionamento: Café em Taça

Marketing de Relacionamento: Dez coisas para não esquecer em tempos de crise

A Executiva

Marketing de relacionamento: Café fantasma com o saci

Marketing de relacionamento na crise. Dois cafezinhos novos

Marketing de relacionamento : Cafezinho Gelado! O “boca a boca” não funciona mais, você já pensou nisso?

Marketing pessoal: A elegância profissional

Marketing de relacionamento: Promessas de ano novo!

Marketing de relacionamento: Cafezinho com Ternura neste Natal!

Como ser um profissional de sucesso!

Marketing de relacionamento - Cliente exclusivos.

Marketing de relacionamento - Desconstruindo o mito, enquanto tomamos nosso café!!

Marketing pessoal? O que é isto? Café forte para profissionais.

O nosso cafezinho gourmet
Marketing de serviços: o projeto é o meu produto

O Cafézinho Eletrônico