Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Em Arquitetura e Decoração Corporativa (veja mais 78 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

Arquitetura corporativa: saiba como compor um ambiente comercial



O projeto de uma área de trabalho deve ter planejamento e execução primorosos para atender não só o perfil da empresa, mas também ser funcional para o profissional que irá usá-la diretamente.

A realização de projetos para escritórios e empreendimentos merece cuidados. Além de pensar em um design moderno e atual, a arquitetura corporativa também deve considerar a saúde e o bem-estar do colaborador.

Isso ocorre porque o ambiente de trabalho possui grande influência na produtividade e no rendimento dos funcionários, sendo necessário criar um projeto que leve em conta as demandas de todos eles.



Saiba quanto espaço você tem

Em um projeto de arquitetura corporativa, a primeira coisa a fazer é avaliar o espaço do escritório ou local de trabalho em questão.

Realize um balanço completo: qual é o tamanho da empresa? São muitos funcionários? Há expectativa de crescimento e contratação de mais pessoas? Eles trabalharão em mesas conjuntas ou existe a necessidade de colocar divisórias? Qual é o espaço disponível para encaixar isso tudo?

É muito arriscado priorizar outras decisões do projeto antes de conhecer as medidas exatas e as especificações básicas do ambiente. Imagine ter tudo planejado na cabeça, começar a escolher os móveis e só depois descobrir que eles ficarão desproporcionais em relação ao local. Uma situação péssima, certo?

Inspire-se em um estilo arquitetônico

Caso o cliente não forneça especificações ou referências a serem seguidas, é interessante inspirar-se nos estilos arquitetônicos.

Eles são baseados em um conjunto de características, técnicas e materiais usados em algum período da história e podem dizer muito sobre a empresa. Ela é moderna? Clássica? Está aberta a inovações de design ou possui características mais tradicionais?

Conversando com o cliente para conhecer o estilo de seu negócio, já é possível iniciar a pesquisa para definir tais referências.

Ao buscar orientação nos modelos arquitetônicos, as chances de êxito no projeto são ainda maiores, pois você segmenta as possibilidades. Ou seja, é mais fácil encontrar alternativas que funcionarão bem na composição dos ambientes.

Pense na paleta de cores

O espaço do seu cliente provavelmente já tem todas as paredes pintadas de branco ou outros tons sóbrios. Mas que tal inovar e desenvolver uma nova paleta de cores para usar na decoração?

Foque na identidade visual que a empresa já possui. Quais são as cores do logo ou produto principal? Após fazer essa análise, comece pensando na pintura e estrutura dos ambientes para posteriormente planejar toda a mobília — que também deve estar em harmonia com a proposta.

Use a criatividade! Caso você tenha mais liberdade para ousar, inspire-se em escritórios como os da Google, por exemplo, que são conhecidos no mundo todo por fugirem completamente do modelo arquitetônico tradicional de locais de trabalho.

Selecione materiais de qualidade

Tirando a ideia do papel, coloque a mão na massa e comece a escolher os materiais. Suas prioridades nessa hora devem ser a qualidade e a funcionalidade.

Para definir isso, a resposta está novamente no tipo de negócio do cliente. Qual é seu ramo de atuação? Que atividades são executadas naquele espaço? Há muito trânsito de pessoas ou deslocamento de objetos mais pesados? Além da beleza e da qualidade, é necessário pensar na resistência dos revestimentos.

Possuindo essas informações, será possível definir os materiais que funcionarão melhor para a realidade da empresa.

Pisos brancos são ótimos para espaços limitados. O uso desse material dá a impressão de que o ambiente é maior, diminuindo a sensação de “abafamento” que um local pequeno pode causar. Uma boa ideia é unir o branco do piso com paredes em tons amadeirados e mais escuros — isso traz um contraste visual maravilhoso.

Entretanto, pisos brancos não são uma alternativa tão viável se a área de atuação do cliente envolver também o trabalho externo (como é o caso de alguns escritórios de engenharia), porque o acúmulo de sujeira no revestimento fica mais visível.

Deixe claro para o seu cliente que escolher materiais e revestimentos de qualidade é fundamental na arquitetura corporativa. Explique que, ao fazer um bom investimento inicial, não será necessário gastar tempo e dinheiro com reformas em consequência de materiais fracos que acabaram se desgastando.



Não se esqueça da iluminação

A iluminação é um ponto importantíssimo em um projeto de ambientes comerciais, e a justificativa é bem simples: os funcionários passarão um terço de seus dias naquele espaço!

Caso a iluminação não seja pensada estrategicamente, algumas consequências podem ser lesões visuais e forte desconforto durante a jornada de trabalho.

O mais aconselhável é usar a luz natural ao máximo. Além de agredir menos a visão e proporcionar mais conforto ao trabalhar, outro ponto interessante é a grande economia nos gastos com eletricidade.

Pense também que a iluminação precisa estar em harmonia com as cores do ambiente. Uma parede escura unida a uma luz mais fraca causará uma sensação de cansaço, diminuindo a produtividade. Por sua vez, cores muito fortes em conjunto com uma iluminação clara mais podem saturar o ambiente, ferindo e incomodando a visão do colaborador.

Para evitar isso, você pode investir em modelos de abajures e luminárias presos ao teto, que caem com uma linha em direção à mesa. Além de serem muito modernos, eles proporcionam conforto e claridade na medida certa para quem trabalha.

Fique atento à disposição dos móveis

A disposição dos móveis no ambiente de trabalho é mais um ponto relevante.

O primeiro conselho diz respeito à integração do ambiente com a iluminação. Se uma mesa for colocada em frente a uma grande janela ou foco de luz, por exemplo, isso trará um forte contraste na visão do funcionário.

O espaço entre as mesas e a forma como elas estarão dispostas também precisa de atenção. Caso o ambiente seja pequeno, opte por modelos mais modestos. Se for amplo, você pode até ousar um pouco.

Mas sempre pense em uma disposição que permita o melhor uso possível do espaço e, ao mesmo tempo, proporcione uma liberdade de locomoção sem a sensação de abafamento.

Algo que vem sendo colocado em prática nos escritórios modernos é o uso de salões abertos sem aquelas divisórias tradicionais. Os móveis são cada vez mais versáteis, e podem ser trocados de lugar com praticidade e agilidade, de acordo com as demandas da empresa.

Grandes mesas onde várias pessoas podem trabalhar juntas também são muito usadas. Entretanto, é preciso incluir no projeto alguns locais privativos que permitam a realização de conferências, ligações importantes e outras atividades que pedem concentração ou silêncio.

As áreas comuns também merecem toda a criatividade possível! Pense que o bem-estar do funcionário deve ser colocado em primeiro plano, ou seja, ambientes agradáveis e que tragam sensação de conforto devem fazer parte do planejamento.

Invista em sofás, pufes e até opções de entretenimento (caso seja possível), para que o colaborador consiga descansar por alguns minutos quando necessário. Um espaço amplo em que seja possível realizar happy hours e confraternizações da empresa também é muito bem-vindo!



Fonte:archtrends.com



Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue




















Comentários

Mais artigos

Quanto custa reformar um consultório

Arquitetura corporativa: saiba como compor um ambiente comercial

Trabalho em Home Office: Como montar seu espaço da maneira correta

5 móveis que seu Home Office precisa ter

Ideias para decorar sua clínica e deixá-la mais aconchegante

Saiba como decorar escritório de forma moderna e elegante

Por que vale a pena trocar o home office pelo coworking

Como decorar escritórios com um orçamento apertado

Saiba como decorar escritório de forma moderna e elegante

Informalidade no ambiente de trabalho e na arquitetura corporativa

Tendências de cores para projetos arquitetônicos

9 passos para criar um escritório em casa eficiente

Como planejar espaços de escritórios?

Transforme o escritório em um ambiente mais pessoal!

A importância da arquitetura corporativa

6 itens que não podem faltar na sua sala de reunião

Os Desafios da Arquitetura Corporativa

Como otimizar a presença do mobiliário corporativo em favor da marca

Crie um escritório moderno e profissional em sua casa

Como Decorar seu Escritório, em 8 passos.

Novo conceito em estações de trabalho

Decorando o escritório com estilo moderno

Espaço para os livros!

Funções e vantagens da fachada na Arquitetura Corporativa

Saúde incorporada à decoração de ambiente corporativo

O que deve ser levado em conta em projetos de arquitetura de interiores corporativos

Escritório decorado com pouco dinheiro

Cores na decoração corporativa

Quais as disposições ideais das áreas de trabalho?

Como Escolher os Móveis do Escritório

Um bom ambiente de trabalho faz toda a diferença

Decorando seu escritório? Veja nossas dicas.

A importância do arquiteto no projeto de ambientes corporativos

Porquê a informação é a matéria-prima da Arquitetura Corporativa

Objetos funcionais ajudam no dia a dia de um escritório

Por que investir em áreas externas em empresas

Home office: trabalhar sem desperdício de tempo!

Produtividade estimulada pela arquitetura corporativa

O que fazer, e não fazer, no home office

Dicas de organização para home office

A definição dos espaços dentro dos escritórios

Organize-se no escritório para render mais!

Móveis para escritório alugados, você conhece esse serviço?

Regras básicas para fazer seu escritório em casa

Como dar mais vida ao home office?

A definição dos espaços dentro dos escritórios

Formação dos próximos arquitetos corporativos desafia o mercado

Os problemas de uma Arquitetura Corporativa inexpressiva

Como organizar seu escritório.

Escritório, Dicas de organização

Estilos e possibilidades de ambientação na Arquitetura Corporativa.

Trabalhar em casa, como tornar isso possível?

Conhecendo os desafios da arquitetura corporativa

Cores adequadas para o ambiente empresarial

10 dicas para aumentar a eficiência no escritório

Dicas para móveis em um escritório pequeno!

O projeto de um escritório II

O projeto de um escritório

Como começar a projetar um escritório

Home office: cinco coisas para serem evitadas

Um bom ambiente de trabalho faz toda a diferença

Decorando um escritório de advocacia

Iluminação natural, o seu escritório precisa!

Home Office: 5 perguntas!

Planeje certo seu escritório de advocacia!

Home-Office: 20 dicas para criar o seu ambiente.

Ergonomia: Características da boa cadeira

Quanto Vale Um Ponto Comercial?

Boas ideias para melhor aproveitar os espaços da sua residência

A importância do mobiliário corporativo e sua influência na produtividade.

Sete ideias para melhor aproveitar os espaços da sua empresa

Arquitetura Corporativa: da compreensão do cliente à execução da obra

Home Office Agora é Lucro! Veja como é possível adequar sua residência ao seu negócio

Decorando um Escritório modelo de dimensão padrão

Um case de sucesso : Na contramão da crise, forte otimismo e expansão planejada ao escritório de 47m²

O trabalho das cores: a importância dos estímulos visuais nos ambientes empresariais

Arquitetura Corporativa: um agente de resultados positivos nas organizações

Ergonomia consciente

Arquitetura corporativa transformando interiores