Seu navegador não supoerta scripts

Busca

 

Artigos

 



Catálogo de Produtos Inclusivos

 

Acompanhe-nos

Facebook   Facebook

 

 

Esta área é patrocinada pela Eternit, no Brasil desde 1940, líder no mercado brasileiro de telhas e caixas-d’água de fibrocimento. Além desses produtos, oferece telhas metálicas, soluções para agilização de obras como o painel wall; caixas-d’água de fibrocimento e de polietileno Eterplac, uma placa cimentícia de excelente performance técnica e versatilidade e Louças Sanitárias, uma nova forma para a qualidade que todos já conhecem.
Focada na promoção da sustentabilidade, é signatária do Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas) e busca concentrar suas ações sociais e ambientais no público interno, nas comunidades e entidades no entorno de suas unidades.
Veja mais sobre a Eternit na página da empresa em nosso site

Em Coberturas / Sistemas Construtivos (veja mais 48 artigos nesta área)

por Redação do Fórum da Construção

6 tipos de forro: escolha o ideal para seu projeto



Você já reparou que boa parte da beleza e do aconchego de uma casa fica por conta do acabamento? Quando escolhidos a dedo pelo proprietário, o revestimento e a pintura revelam muito sobre o perfil e as preferências dele e de quem mora ali.

Na hora de selecionar um entre os diferentes tipos de forro acontece o mesmo. O dono do projeto escolhe aquele que faz mais sentido para ele e para sua família, levando em conta aspectos como estética, durabilidade e investimento.

O forro também compõe a assinatura que torna o projeto único, garantindo ainda isolamento térmico e acústico.

Por isso, não dá para errar na hora de escolher a melhor opção entre os tipos de forro: o material precisa contribuir para deixar o projeto bonito e funcional, entregando conforto aos moradores.

Para ajudá-lo, apresentamos em um único artigo as principais opções de forro disponíveis no mercado.

Confira as características, aplicações, vantagens e desvantagens de cada tipo de forro e saiba como escolher o ideal para o seu projeto. Quer saber mais? Continue lendo o texto!

6 tipos de forro que você precisa conhecer

Conhecer as características, os prós e os contras de cada modelo de forro pode ajudar muito na hora de escolher a opção perfeita para o seu projeto.

Considere ainda variáveis como custo-benefício, facilidade na aplicação e durabilidade para tomar uma decisão acertada.

Vem conhecer com a gente os 6 tipos de forro residenciais mais usados!

Gesso


Dentre os diferentes tipos de forro, esse é um dos usados, especialmente quando o projeto inclui rebaixamento de gesso e uso de iluminação embutida.

Sem dúvida, é um forro que valoriza o ambiente. O mercado oferece dois tipos de acabamento em gesso:

Tradicional: entre os tipos de forro em gesso, esse é o mais usado. O acabamento consiste no uso de placas moldadas que são encaixadas lado a lado e presas por uma estrutura de arames. Apresenta um bom custo-benefício, porém gera bastante sujeira durante a instalação.

Drywall/ gesso acartonado: essa é a melhor solução para quem busca uma instalação prática e rápida, com o mínimo de sujeira e um excelente acabamento, semelhante ao do gesso tradicional. A instalação é simples: as placas de gesso acartonadas são fixadas em uma estrutura de metal.

Uma das principais vantagens do acabamento em gesso é a possibilidade de fazer a iluminação embutida usando spots de lâmpadas, que garantem um ambiente mais mais charmoso e aconchegante.

Além disso, o gesso proporciona conforto acústico e térmico, uma vez que isola barulhos e mantém a temperatura agradável.

Outro destaque é a facilidade na manutenção: reparos e adequações podem ser feitos sem qualquer dificuldade.

Infelizmente, o gesso tende a absorver a umidade do ambiente. Por isso, é importante evitar a aplicação do material em áreas úmidas, como banheiro.

Forro de PVC

Embora a estética não seja o ponto forte do PVC, esse é um dos tipos de forro que tem sido amplamente usado em diferentes projetos. Isso porque reúne uma série de atributos e diferenciais.

A praticidade e a rapidez na instalação aliadas à durabilidade desse tipo de material o colocam em destaque quando comparado aos outros tipos de forro.

Na instalação, as placas são encaixadas entre si, dispensando outro tipo de acabamento como pintura. Além disso, uma vez colocado o forro de PVC pode durar até 40 anos.

Por conta da alta resistência à umidade e também pela facilidade na limpeza, esse tipo de acabamento pode ser usado até mesmo em ambientes úmidos como banheiros e lavanderias.

Diferente do gesso, o uso das placas de PVC não oferece um isolamento acústico e térmico tão bom. Se optar por esse material, use uma lã mineral entre o forro e o telhado.

Além disso, outro cuidado é importante: não instale forro de PVC em ambientes expostos a altas temperaturas, como cozinhas e áreas gourmet com churrasqueira. O material tem baixa resistência ao fogo.

O preço é atrativo, de modo que o forro é uma opção com excelente custo-benefício.

Vale destaque que é possível encontrar variedade de modelos no mercado: além do tradicional branquinho, existem outras variações de cores, inclusive imitando madeira.

Forro de madeira

A madeira é um material nobre, que oferece um toque sofisticado ao ambiente. Embora exija um investimento mais alto, dado o custo do material, esse é o tipo de forro que valoriza a estética do projeto, oferecendo uma sensação de aconchego para quem usa o espaço.

Além disso, o forro em madeira é curinga e atemporal, uma vez que combina perfeitamente com projetos clássicos e contemporâneos.

Entre os tipos de forro, o modelo que usa madeira é conhecido como Lambri, nome dado às lâminas de madeira que são encaixadas para compor o forro.

Assim como o PVC não é recomendado para ambientes expostos ao calor, a madeira não é indicada para locais úmidos. Se mesmo assim optar pelo forro lambri em áreas molhadas, como banheiros, lembre-se de fazer o tratamento da madeira antes da aplicação.

O forro em madeira exige ainda o cuidado quanto à possibilidade de infestações de pragas, como cupim. Ao usar forro de madeira, faça avaliações frequentes para diagnosticar e eliminar qualquer proliferação logo no início.

Forro de Bambu


Quer uma alternativa mais barata que a madeira? O forro em bambu é uma nova tendência para o acabamento que vem sendo aplicada, especialmente, em projetos mais ecológicos e sustentáveis.

Assim como a madeira, por ser um material extraído da natureza, o bambu consegue proporcionar um ambiente aconchegante e ótimo isolamento acústico

Com o tempo, o bambu sofre desgaste natural, exigindo que o acabamento seja renovado. Ainda assim, este é um dos tipos de forro que tem ótimo custo-benefício para projetos aliam beleza e conforto.

A instalação também é simples, prática e rápida, já que dispensa a pintura.

Contudo, assim como a madeira, o bambu também precisa receber tratamento antes da instalação. Assim, você evita a proliferação de colônias de bactérias e fungos que podem comprometer a durabilidade do forro.

Forro de cimento aparente

Dependendo da proposta do seu projeto, o forro de cimento aparente pode ser a opção perfeita. Ele combina muito com o estilo industrial de decoração. Se bem aplicado, pode deixar o ambiente sofisticado e moderno.

Como dispensa a pintura, esse é um dos tipos de forro que se destaca pelo baixo custo e rapidez na aplicação. A proposta deste modelo é aproveitar a laje, deixando o concreto aparente, em vez de fazer um rebaixamento.

Além disso, o cimento se caracteriza pela alta resistência à umidade, sendo que pode ser usado, inclusive, em áreas como o banheiro.

Esse é um dos tipos de forro que exige cuidado com a iluminação. Isso porque o concreto aparente tende a diminuir a luminosidade do ambiente. Neste caso, é preciso definir novos pontos de iluminação, artificial e natural, para que o espaço não fique escuro.

Forro metálico

Esse é um dos tipos de forro que têm história. Amplamente usado na década de 1960, hoje este acabamento recebe destaque em projetos arquitetônicos que remetem a essa época.

Mas nada impede que você use esse estilo em seu projeto. Até mesmo porque o forro metálico possui uma série de vantagens, a começar pela alta resistência à umidade.

O material metálico pode ser usado em ambientes úmidos e molhados, como banheiro e área da piscina.

Outra vantagem é a variedade de formas disponível no mercado. Você pode escolher entre chapas lisas ou com detalhes que formam desenhos. Como o material pode ser pintado, a disponibilidade de cores também é imensa.

Além disso, esse é um dos tipos de forro que não fica exposto à proliferação de bactérias, fungos e insetos. Ou seja, exige um cuidado menor na manutenção.

O único porém é quanto à instalação em cidades litorâneas: o uso é contraindicado nestas regiões porque a maresia tende a desgastar o metal.

Diferente de outros materiais, o metal não é um bom isolante térmico e acústico. Por isso, o ideal é usar outros materiais, como lã mineral, para deixar o ambiente mais confortável.

Cuidados na aplicação dos diferentes tipos de forro

Como vimos até aqui, existe uma variedade nos tipos de forro disponíveis no mercado. Além desses, é possível elencar outros cujas aplicações são voltadas para espaços comerciais.

Certamente, nas residências, os acabamentos em PVC, madeira e gesso são alguns dos mais usados. Mas essa escolha depende muito da proposta do seu projeto.

Pode ser que o forro de concreto aparente seja perfeito para o ambiente que você deseja construir. Ou, então, que o estilo em bambu seja o ideal para combinar com o estilo de decoração que você mais gosta.

Na hora de escolher o acabamento ideal entre os diferentes tipos de forro, tenha em mente algumas dicas:

Saiba o orçamento total para essa fase do projeto: se você tiver clareza sobre o orçamento disponível para o forro, já pode limitar as opções elegíveis para aplicação na obra. Logo, fica mais fácil analisar o potencial de cada uma delas;

Conheça o seu projeto e o estilo de decoração: se você sonha em usar madeira no forro, mas deseja um ambiente muito moderno, avalie se essa combinação pode, de fato, dar certo;

Lembre das características dos diferentes tipos de forro: alguns têm ótima resistência ao calor, outros mofam se expostos à umidade. Conheça as característica de cada um dos tipos de forro e pense em como ele irá se comportar no ambiente que pretende aplicar. A coerência dessa avaliação é decisiva para a durabilidade do acabamento.

Considere a facilidade na manutenção: você não quer passar horas limpando o forro, não é mesmo? Então, avalie o tempo, a energia e os recursos que a manutenção do acabamento irá exigir. Uma vez colocado, você precisa limpar e cuidar.

Conheça o processo de instalação e busque mão de obra qualificada: ao escolher o tipo de forro, busque saber como funciona o processo de instalação e qual é o profissional responsável. Um acabamento bem feito precisa ser realizado por quem domina esse tipo de aplicação. Contrate um especialista no assunto.

Diferentes tipos de forro combinam acabamento e iluminação

Dentre os tipos de forro que permitem um projeto de iluminação personalizado, o gesso e a madeira se destacam.

O rebaixamento de gesso e as sancas são perfeitos para criar pontos de iluminação capazes de valorizar o ambiente, a luz natural e a decoração, garantindo um espaço aconchegante. É possível trabalhar o uso do gesso no forro de duas maneiras:

Com sanca: usando uma moldura feita de gesso e instalada no ponto de encontro do forro com a parede. Lisas ou decoradas, abertas ou fechadas, as sancas têm iluminação, fazendo que o teto atue como um refletor.

Apenas com rebaixamento: o rebaixamento do teto de, no mínimo, 15cm permite a definição de pontos de luz e a instalação dos spots para dar destaque a algum espaço ou objeto do ambiente.

Já os projetos com forro de madeira podem ser executados de duas maneiras. Olha só:

Estrutura de madeira: o acabamento é feito usando estruturas e vigas de madeira, que conferem o desenho de casa do campo ou da praia. A luminária pode ser instalada no centro da estrutura.

Teto inteiro: quando o forro de madeira se estende por todo o comprimento do teto ao invés do gesso ou do forro de PVC. É possível usar spots de embutir ou de sobrepor.

Conclusão

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre os diferentes tipos de forro e pode escolher qual solução melhor se adapta ao seu projeto.



Fonte:blog.tocaobra.com.br




Visite nossas páginas no facebook -www.facebook.com/forumconstrucao e Twitter - www.twitter.com/forumconstrucaoCurta, Divulgue





















Comentários

Mais artigos

6 tipos de forro: escolha o ideal para seu projeto

Cobertura de garagem: o que levar em conta antes de fazer

Como economizar na obra: 4 tipos de telhados baratos

Sistemas Construtivos Que Você Precisa Conhecer Para Construir Uma Casa

Dicas para conservação das telhas

5 Sistemas construtivos inovadores que você precisa conhecer

Conheça 3 tipos de forro PVC usado em construções

Como economizar na obra: 4 tipos de telhados baratos

Platibanda e beiral: qual é a diferença e como inspirar seu projeto?

Você conhece as vantagens da cobertura metálica?

7 pontos negativos dos telhados embutidos

Cobertura de vidro ou policarbonato: qual é a mais indicada?

Conheças as telhas termo acústicas, principais vantagens e indicações

Como fazer um telhado gastando pouco ou gastando menos?

Diferenças entre os principais sistemas construtivos utilizados

Como consertar telhado com vazamento?

Vazamento de água da chuva pelo telhado: saiba mais

Quais são as opções para fazer o teto de uma construção?

Ecotelhado, ou telhado verde.

Como Limpar Telhados

Telhado: como deixar a casa mais fresca

Tipos de telhado: qual escolher?

Uma alternativa para sua cobertura: Telhas de concreto

Como projetar um telhado

Evite problemas no telhado

Como posso dimensionar a caixa d'água da minha residência?

Coberturas: usando a barreira radiante de maneira correta

Como pintar telhas de Fibrocimento?

O Calor e Seus Efeitos nas Edificações

Telhados brancos podem esquentar, e não esfriar

O que são placas cimentícias?

A utilização de placa cimentícia em sistemas construtivos. Algumas dicas.

Sistema construtivo pré-fabricado, ou sistema convencional?

Placas cimentícias ampliam opções para sistemas construtivos

Telhado inteligente economiza energia em todas as estações

Isolamento acústico. O que é? Como resolver?

Falando em saúde, e a Caixa d’água de sua casa?

Telhas metálicas levando versatilidade nos projetos de cobertura.

Sistema construtivo: rapidez, qualidade, com sustentabilidade.

Placa cimentícia, unindo versatilidade, leveza e solução arquitetônica

Light Steel Framing, versatilidade, rapidez na montagem e um excelente acabamento.

Cobertura com Telhas de fibrocimento

Proteção e beleza com telhados

Painéis Wall Eternit: projetos com aparência de obra de arte.

Placas cimentícias revitalizam fachadas

Uso de placas cimentícias na construção pode ser marcado pela criatividade

Telhas metálicas termoacústicas ganham pontos na construção verde

Obra rápida e limpa. Eco – Pousada Teju-Açu.

Cobertura estrutural Massimiliano Fuksas